quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Planetas e Satélites

Saturno irradia 2 vezes mais energia do que a recebida. Imagens enviadas pela sonda voya 1mostrou centenas de anéis, formando uma espécie de disco. O maior satélite, Titã, com uma atmosfera de 98% de nitrogênio, não exclui a possibilidade de existência de alguma forma de vida. Miranda, um dos satélites de Urano, é tão pequeno que sugere estar geologicamente morto há bilhões de anos, mas revelou uma assombrosa superfície com planícies. Tritão, o principal satélite de Netuno, também assombrou o cientistas. Possui calotas polares constituídas de nitrogênio e metano, congelados. Imagens da sonda Magalhães de 1990 sugeriram a existência de atividade vulcânica em Vênus. Em Io, um dos satélites de Júpiter, foi detectada intensa atividade vulcânica, com derrame de gases e lava. A provável causa do vulcanismo são marés provocadas por Júpiter na superfície do satélite.


Além de Saturno, Júpiter, Urano, e Netuno são rodeados por um sistema de anéis, porém menores.

No início da década atual, uma pequena sonda pousou em Titã, soltando-se de uma maior que chegou a Saturno , a missão Cassini. Sua atmosfera é bem semelhante a que devia existir em volta da Terra, no início de sua história, quase sem oxigênio, muito nitrogênio e poucos compostos orgânicos.
 
http://pt.shvoong.com/books/dictionary/1795723-planetas-sat%C3%A9lites/

Nenhum comentário:

Postar um comentário